Devido a um problema no motor do camião MAN logo na segunda etapa, a piloto foi impedida de continuar em prova.

A participação de Elisabete Jacinto na edição deste ano do Africa Race terminou logo no arranque da segunda etapa. Um princípio de incêndio no motor do camião MAN TGS obrigou a piloto portuguesa a parar antes de entrar nas dunas do Erg Chebbi. Perante uma situação impossível de resolver, a portuguesa foi obrigada a desistir.

“Pegámos nos extintores, apagámos o incêndio e constatamos que tínhamos um problema grave no motor. Chamamos a assistência que veio ter connosco para nos ajudar a resolver o problema. Ainda tínhamos esperança de poder continuar em prova mas passado algum tempo percebemos que de facto a avaria era grande e que não poderíamos continuar. Foi de facto uma grande desilusão para todos nós”, relatou Elisabete Jacinto.

A equipa portuguesa vai agora preparar-se para o Morocco Desert Chalenge, que se disputará entre 16 e 23 de abril.

Assine Já

Edição nº 1460
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes