A equipa britânica utilizará motores Renault a partir da próxima temporada. Já a Honda fornecerá motores à Toro Rosso.

A McLaren e a Honda decidiram terminar a sua parceria no campeonato mundial de Fórmula 1 no final da presente época. A partir da temporada de 2018, a equipa britânica utilizará motores de origem Renault. Já os japoneses passarão a equipar os carros da Scuderia Toro Rosso com os seus motores, em princípio durante os próximos três anos.

A propósito deste desfecho, Takahiro Hachigo, presidente e diretor representativo da Honda disse: “É lamentável que tenhamos de nos separar da McLaren antes de alcançarmos as nossas ambições, no entanto, tomámos esta decisão com a convicção de que este é melhor caminho para o futuro de ambos. Em nome da Honda, gostaria de expressar a minha sincera gratidão para com os fãs que sempre demonstraram um grande apoio para com a equipa, bem como para com os pilotos, membros da equipa e todos os envolvidos que partilharam connosco as alegrias e tristezas desde que começámos a preparar o nosso regresso à F1 em 2015. A Honda continuará a competir juntamente com a McLaren até ao final da época de 2017, e depois continuará com as suas atividades na F1 em 2018 e diante.”

Assine Já

Edição nº 1460
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes