A chuva tem marcado presença no Rali de Sanremo e Bruno Magalhães está um pouco apreensivo.

Magalhães apreensivo com a chuva

Depois dos reconhecimentos, o “shakedown” feito debaixo de chuva intensa, continua a deixar Bruno Magalhães bastante apreensivo para esta sua estreia além-fronteiras, ao participar no Rali de Sanremo.

Sobre o “shakedown” onde não foram tirados tempos, "as coisas correram calma e tranquilamente", no entender do piloto português que terá pela frente uma concorrência de mais 18 carros da classe S2000, onde o Peugeot 207 se insere, mais de 20 Super 16000 e outra tanta vintena de bons veículos de Produção como são os Mitsubishi Lancer e Subaru Impreza.

"Não vai ser nada fácil, mas acredito nas minhas capacidades", confessou Magalhães.

A primeira das 10 especiais que dão corpo a este Rali de Sanremo tem lugar já ao final desta tarde, com a partida para o primeiro a ser dada às 16h57m em Lisboa, mais uma hora em Sanremo. Esta tarde e noite (uma estreia para Bruno Magalhães) correm quatro classificativas, três com cerca de 10 km e a última, às 21h46m, com 43 km de extensão.

Assine Já

Edição nº 1460
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes