A atualizada gama Mercedes-Benz “S”, que chegará no verão, deverá contar com o sistema de condução autónoma mais avançado da atualidade.

A Mercedes-Benz terá o sistema de condução mais avançado do mercado no Classe S, cuja gama será renovada em setembro deste ano. A promessa é do responsável de pesquisa e desenvolvimento da marca de Estugarda, Ola Kallenius, em declarações recolhidas pela Autocar durante o Salão de Detroit, que afirma que o sistema que será introduzido na berlina topo de gama será o primeiro do mercado a “ler” de forma inteligente o que rodeia o carro, com recurso a um sensor e a um mapa preciso. Isto permitirá, por exemplo, detetar uma curva e “julgar” autonomamente se o carro está a circular a uma velocidade demasiado elevada. Caso isso aconteça, será possível “desacelerar, fazer a curva em segurança e retomar em seguida a velocidade a que circulava.” Este auxílio à condução poderá revelar-se particularmente útil em curvas “cegas”. O sistema atual permite apenas controlar a direção em 80% das Autobahn na Alemanha e em algumas autoestradas, mas o novo sistema já será mais eficiente em 80% das autoestradas,” disse Kallenius. Outra das novidades é uma manobra de segurança, na qual o carro encosta autonomamente, liga os quatro piscas, destranca as portas e liga para um serviço de emergência, caso o condutor não tenha as mãos no volante e não responda a avisos sonoros e luminosos.

Esteticamente, o novo Classe S não deverá mudar muito face ao modelo atual. Os modelos “apanhados” em testes revelam apenas zonas camufladas nos para-choques e nas óticas traseiras. As primeiras unidades de testes traziam um conjunto de faróis em LED à frente. No interior é onde deverão ser notórias mais alterações, com a inclusão de dois ecrãs, de maiores dimensões, uma versão atualizada do sistema Comand que deverá ter uma zona de controlo tátil na consola central, sendo possível ainda a inclusão de um comando por gestos. Espera-se ainda um novo volante de três raios mais de pega mais grossa. A gama de motores deverá ser enriquecida com um novo V8 biturbo a gasolina, desenvolvido pela AMG, e um seis cilindros em linha, sendo de esperar uma redução nos consumos e nas emissões de CO2. Está também previsto um novo sistema híbrido de 48V. Ainda a lançar este ano, o renovado Mercedes-AMG S 63 será alvo de um incremento de potência.

Assine Já

Edição nº 1460
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes