O Concept projeta um modelo elétrico, de condução autónoma que interage com as habitações e infraestruturas rodoviárias.

A Renault brinda os visitantes do salão de Frankfurt com o protótipo de um veículo para as cidades do ano 2030. Batizou-o de Symbioz, já que, no entender da marca gaulesa, é um concept que representa a visão do futuro da mobilidade, sendo um carro com capacidade de interagir em simbiose (daí o nome…) com cidades, habitações e infraestruturas rodoviárias.

Aliás, para demonstrar esta interatividade entre veículo e habitação, a Renault não se limitou a mostrar o Symbioz Concept: também mostrou o protótipo de uma casa que comunica com o carro.

“O modo como utilizamos os carros está a alterar-se. Pleno de tecnologias, os veículos estão a tornar-se um espaço personalizado e interativo que liga passageiros a outros carros, pessoas e objetos à sua volta”, aponta a marca que justifica a razão que a levou a apresentar num salão automóvel mais do que um automóvel: “Não podemos pensar no design de um carro, isolando-o do ecossistema que nos rodeia”.

Este Renault Symbioz é um veículo elétrico, de condução autónoma e conectado, baseado no qual, a Renault fará um veículo de demonstração, no final do ano.

“Este veículo de demonstração integrará a visão, a médio prazo, da marca e antecipará a tecnologia Renault que os clientes poderão encontrar nos seus automóveis num futuro próximo. Inclui uma versão evoluída da tecnologia Multi-Sense, que adapta já o ambiente e a experiência de condução ao estado de espírito ou necessidades do condutor em alguns modelos da gama atual, como o Mégane, o Scénic, o Talisman e o Espace”, aponta a marca.

Assine Já

Edição nº 1454
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes