Dizem que a esperança é a última a morrer. Parece o que mais se aplica a esta britânica que já chumbou por 110 vezes na prova teórica.

Uma mulher de 28 anos de Southwark, perto de Londres, já chumbou na prova teórica do exame de condução nada menos que 110 vezes. A britânica passa então a ser a recordista, mantendo uma distância considerável para o segundo classificado: um homem de Peterborough de 30 anos que reprovou no exame por 86 vezes.

Se não for também a recordista de mais dinheiro investido na carta de condução, deverá andar lá perto, uma vez que cada passagem pela sala de exames custa cerca de 40 euros. Com efeito, se a mulher começou a tirar a carta com a idade mínima necessária (no Reino Unido é de 17 anos), terá passado pelo exame 10 vezes por ano. Estas 110 vezes simbolizam um total de mais de 4 300 euros só para passar na parte teórica. Depois ainda lhe falta a parte prática que sobe a parada para 80 euros por cada exame falhado. Aqui, quem detém o recorde é um homem de 40 anos que apenas conseguiu passar ao 38º exame.

Assine Já

Edição nº 1454
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes