Os conhecimentos de automóveis foram decisivos para que Maddie Weiler se tornasse numa heroína.

Parecia um dia pacato na cidade de Williamsburg (Virginia), nos EUA, mas tudo mudou quando, ao ver um acidente, Brandie Weiler, que seguia com as suas duas filhas no carro, resolveu tentar ajudar – parando e ligando para o 112 (911 nos EUA). O que poucos contavam é que Paul Salsman (de 21 anos), um dos condutores envolvidos no referido acidente (e segundo as testemunhas no local, o culpado do mesmo), tentasse roubar o carro com as duas filhas de Brandie a bordo (Maddie de 12 anos e Mollie de 7). Mas uma eventual manobra de fuga do potencial culpado do acidente “esbarrou” na oposição da filha mais velha, Maddie, que saltou “literalmente” para cima do homem, e os seus conhecimentos de automóveis foram muito importantes para evitar o pior. “Fui-me a ele. Nada mais me passou pela cabeça do que: ele é um psicopata e preciso de o tirar do carro”, disse a menina ao Channel 3. Enquanto lutava com o homem, Maddie, descendente de uma família de bombeiros e polícias, colocou o carro em “D” (Drive), o que impediu que o motor arrancasse. Paul Salsman foi detido e acusado de carjacking. A bravura da menina valeu-lhe um braço fraturado.

 

Assine Já

Edição nº 1437
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes