A versão de produção do primeiro Fuel Cell da marca de Estugarda fará a sua estreia mundial no Salão de Frankfurt, na próxima semana.

A Mercedes-Benz estreará no Salão de Frankfurt na próxima semana o seu primeiro de produção com pilha de combustível, num formato de pré-produção. O GLC F-Cell (na imagem, ainda camuflado) será lançado no decurso do próximo ano em alguns mercados onde haja pontos de abastecimento de hidrogénio. Trata-se de um modelo “zero emissões” que conjuga um motor elétrico (alimentado por baterias de iões de lítio com 9 kWh de capacidade) com uma pilha de combustível alimentada a hidrogénio (por via de dois depósitos revestidos a fibra de carbono colocados no piso do SUV), um sistema plug-in desenvolvido em conjunto pela Daimler e a Ford, através da joint venture AFCC sediada em Vancouver, no Canadá. Ao todo, os depósitos conseguem armazenar 4 kg de hidrogénio ao uma pressão de 700 bar. É possível abastecer os referidos depósitos em cerca de três minutos, sendo que a autonomia anuncia ronda os 500 km (com cerca de 50 km a poderem ser realizados em modo elétrico). Trata-se de um sistema mais compacto, e que, ao mesmo tempo, permite maior performance face aos comercializados até aqui.

A marca de Estugarda diz que é possível recuperar energia através da travagem e quando o carro circula “à bolina”.


A Mercedes-Benz prevê vender cerca de mil unidades por ano do GLC F-Cell.

 

ver vídeo:

 

Assine Já

Edição nº 1454
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes