O sucesso do Levante, que já representa 55% das vendas da Maserati, está a levar a marca a desenvolver novas motorizações.

O SUV Levante está a superar as expetativas iniciais de vendas que a Maserati tinha, para o seu anti-Cayenne. Mas a próxima entrada em vigor das novas normas de emissões poluentes poderá colocar a gama a níveis demasiado altos. Para resolver a questão, a marca está a preparar uma versão híbrida, que fará baixar a média dos níveis de CO2 da gama Levante. Uma fonte oficial da marca afirmou ao Autohoje que a plataforma poderá receber uma versão híbrida sem grande problema, apontando para uma solução que poderá juntar um motor de quatro cilindros a um motor elétrico. Ponto assente é que as prestações continuarão ao nível das conhecidas nas atuais versões, pois essa é uma das exigências dos compradores. O híbrido só deverá chegar ao mercado em 2018, entretanto, a marca apresentou alguns melhoramentos para toda a gama, com destaque para um enriquecimento dos sistemas de segurança ativa.

Assine Já

Edição nº 1460
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes